Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Multinacionais Investimentos de empresas suíças dobram no exterior

As multinacionais suíças investiram em 2018 o dobro do montante investido no exterior em relação ao ano anterior. Por outro lado, os investidores estrangeiros retiraram capital da Suíça devido a uma reforma tributária nos EUA.

euro and franc

A maioria dos investimentos foi para a Europa

(Keystone / A3250/_oliver Berg)

Em 2018, as empresas domiciliadas na Suíça investiram 61 bilhões de francos suíços no exterior (em comparação com 30 bilhões em 2017). Cerca de três quartos dos investimentos diretos foram de empresas do setor de serviços, disse o Banco Central SuíçoLink externo na sexta-feira (13). 

"A exposição financeira no exterior registrou aumentos particularmente grandes no setor comercial (32 bilhões de francos suíços) e entre empresas financeiras e holdings (13 bilhões de francos suíços). As participações foram um dos principais focos desses investimentos", disse o comunicado. 

A indústria foi responsável por CHF 13 bilhões de investimentos no exterior, com a parte mais significativa em produtos químicos e plásticos.  

A maior parte dos investimentos foi para a Europa, "especialmente para países que sediam holdings, como a Irlanda, o Luxemburgo, bem como o Reino Unido". Empresas sediadas na Suíça também realizaram grandes investimentos na América Central e do Sul (CHF18 bilhões) e na Ásia (CHF5 bilhões). No entanto, foram feitos levantamentos líquidos de fundos de subsidiárias nos EUA (CHF 12 bilhões) e na Austrália (CHF 8 bilhões). 

Investimento estrangeiro direto na Suíça 

Investidores no exterior fizeram uma retirada líquida de CHF 52 bilhões (em 2017 o investimento líquido foi de +CHF106 bilhões) da Suíça em 2018, informou o banco central. "Esta foi a primeira redução de capital desde 2005", afirmou.  

"Assim como em 2005, o motivo foi uma reforma tributária nos Estados Unidos: As matrizes das empresas norte-americanas utilizaram o ‘Tax Cuts and Jobs Act’ para repatriar parte das suas reservas de capital de subsidiárias na Suíça. Isso aconteceu principalmente com as empresas financeiras e holdings, que retiraram fundos no valor de CHF 32 bilhões", disse o comunicado. 

"As diversas categorias do setor da indústria, bem como a maioria das categorias do setor de serviços também viram saques líquidos. Algumas destas retiradas também estavam ligadas à reforma fiscal americana. 

No total, o investimento estrangeiro direto na Suíça totalizou CHF 1,296 trilhão. 



swissinfo.ch/fh

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.