Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Não sonoro do Senado a uma adesão à UE.

O Parlamento continua dividido sobre a questão européia.

(Keystone)

Como previsto, o Senado suíço rejeitou por nítida maioria - por 33 votos a nove - proposta sobre negociações imediatas do país visando uma adesão à União Européia. Não quer saber também de contra-projeto definindo a adesão como "objetivo estratégico".

Uma semana depois da Câmara dos Deputados, o Senado suíço debateu quarta-feira e quinta-feiras de manhã - 14 e 15 de junho - controvertida iniciativa popular (instrumento da democracia direta suíça).

Essa iniciativa lançada no embalo da aprovação pelo povo de uma série de acordos bilaterais - Suíça/União Européia - em 21 de maio, propunha que o governo iniciasse imediatamente negociações no sentido de acelerar a adesão da Suíça a esse bloco dos 15 países europeus.

Maioria do Senado era contra qualquer posicionamento da Suíça quanto à adesão. O resultado da votação - 33 votos a favor e 9 contra - revela essa atitude. Por outro lado, o Senado nem quis abordar o contra-projeto aprovado na Câmara, sete dias antes, sugerindo que a adesão fosse considerada "objetivo estratégico".

A posição do Senado é clara: antes de qualquer passo rumo à Europa é preciso analisar as conseqüências dos 7 acordos bilaterais assinados com a União Européia após 4 anos de árduas negociações. Os acordos foram aprovados pelo povo dia 21 de maio e só devem entrar em vigor no ano que vem.

A maioria dos senadores - em sintonia com a Câmara - estima que cabe ao governo decidir o momento oportuno para reativar pedido de adesão, congelado em 1992, depois que o povo rejeitou o Espaço Econômico Europeu, que previa participação suíça na então Comunidade Européia, no setor da economia.

Vale lembrar que a Suíça realiza 2 terços de seu comércio com os 15 países da União Européia.

Resta que com a rejeição da iniciativa popular - instrumento da democracia direta suíça - o tema volta à Câmara que provavelmente vai deixar a questão de molho até o ano que vem.

Aderir ou não à Europa? E principalmente quando? Essas questões devem continuar dividindo os suíços ainda por muito tempo.

swissinfo com agências.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.