Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Na Eurocopa 2008 organizadores esquecem rivalidades

Duelo Suíça-Áustria: Magnin e Ertl em amistoso de outubro de 2007.

A lenda de Guilherme Tell ilustra como as relações entre Suíça e Áustria foram tensas. Hoje, entretanto, a história é completamente diferente..

As relações entre os dois paises melhoram muito depois que Guilherme Tell foi forçado por um opressor austríaco a flechar uma maçã colocada sobre a cabeça de seu filho. Melhoraram tanto que agora os dois paises, juntos, sediarão a Eurocopa, em junho.

Virou moda agora dividir grandes torneios de futebol entre nações, depois do sucesso da Eurocopa de 2000 sediada pela Bélgica e Holanda e a Copa do Mundo, dois anos mais tarde, organizada pela Coréia do Sul e o Japão.

Suíça e Áustria derrotaram as propostas da Irlanda e Escócia, dos quatro países nórdicos, da Grécia e Turquia, da Croácia e Bósnia Herzegovina, para sediar a Eurocopa de 2008. Para 2012, as honras da casa ficarão por conta da Polônia e da Ucrânia.

A parceria entre a Suíça e a Áustria, anunciada em 2001, tem tudo para para dar certo. Apesar de serem países muito pequenos para sediar um campeonato desse porte, têm excelentes infra-estruturas, que vêm sendo aprimoradas para o torneio.

Situação geográfica é um trunfo

Uma vantagem adicional é que os dois vizinhos falam a mesma língua e, de um modo geral, têm a mesma mentalidade, mesmo sistema político federativo, neutralidade, prosperidade econômica, reputação em termos de confiabilidade e rigorosa legislação sobre sigilo bancário. A única grande diferença é que apenas a Áustria faz parte da União Européia.

Coube ao presidente da Federação Suíça de Futebol, Ralph Zlocaower, apontar, com grande antecedência, as várias razões para que a decisão fosse favorável à Suíça e Áustria. Isso incluiu apoio político, popular e o fato de que ambos países estão no centro da Europa, como justifica o slogan, "Pertinho de você".

"Perseverança e determinação caracterizam os povos de nossos dois países. E onde há determinação, há meios para se atingir objetivos", profetizou Zloczower.

Rivalidade esportiva

A Áustria já havia fracassado na sua tentativa de sediar a Eurocopa, em 2004, juntamente com a Hungria. O porta-voz da Federação Austríaca de Futebol, aliás, recusou, diplomaticamente, fazer avaliações desfavoráveis entre os dois pretendentes.

"Nossa parceria com a Hungria marcou uma intensa cooperação. Porém, tem vezes que a gente precisa de um pouco de sorte", disse a swissinfo.

Suíça e Áustria têm algumas rivalidades esportivas, especialmente nos jogos de inverno. As equipes de esquiadores da Áustria e da Suíça vêm competindo tenazmente há muitas décadas, com cada pais vencendo por turnos as competições – para desgosto do adversário.

No futebol, os dois países sonham em derrotar a Alemanha, porém, mesmo os mais ferrenhos e patrióticos torcedores admitem que vão começar por baixo a disputa contra o grande país vizinho.

Levando em conta o porte e a força das duas seleções, não dá para considerar os jogos entre Suíça e Áustria como o derby das multidões. Os suíços lamentaram a derrota contra a Áustria, por 2x1, em 2006, mas deram o troco, na desforra de 3x1, um ano mais tarde.

Um dos mais memoráveis jogos entre as duas seleções terminou com a vitória austríaca por 7 a 5, nas quartas de final da Copa do Mundo de 1954, realizada na Suíça, depois de o país sede estar ganhando por 3 a 0.

Rivalidade é bom

Nos últimos anos, entretanto, a seleção suíça vem registrando grandes sucessos, chegando às oitavas de final, da Copa do Mundo de 2006. Já o futebol austríaco vem dando cabeçadas, com várias derrotas em recentes jogos.

Martin Kallen, diretor operacional do futebol europeu na UEFA, afirmou que essa rivalidade será ótima para a Eurocopa de 2008.

"Não há dúvida de que exista uma certa competição entre os dois paises. Apesar de trabalharem como parceiros, cada um quer tirar das mangas suas próprias habilidades que enriquecerão o torneio", disse o dirigente suíço, Kallen.

swissinfo, Matthew Allen (Tradução de J.Gabriel Barbosa)

Breves

Suíça e Áustria , co-anfitriões da Eurocopa de 2008, estão automaticamente classificadas para o torneio, previsto entre 7 a 29 de junho.

Os 31 jogos serão realizados em quatro cidades suíças (Basiléia, Berna, Genebra, Zurique) e quatro austríacas (Innsbruck, Klagenfurt, Salzburgo e Viena). A partida de abertura, dia 7, será em Basiléia e a final, dia 29, em Viena. Os três jogos da Suíça (Grupo A), da primeira fase, também serão em Basiléia.

O torneio será transmitido pela televisão para em 170 países e deve atingir uma audiência de 8 bilhões de telespectadores.

Aqui termina o infobox


Links

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.









Teaser Longform The citizens' meeting

Teaser Longform The citizens' meeting

The citizens' meeting