Navigation

Nestlé vende setor de aromas para líder mundial

Givaudan amplia sua gama de aromas Keystone

O cheiro das sopas, molhos e pratos congelados não será mais produzido pela Nestlé. Por 750 milhões de francos suíços (506 milhões de euros), o setor foi vendido para a suíça Givaudan, líder mundial do setor de aromas.

Este conteúdo foi publicado em 18. janeiro 2002 - 12:35

Os aromas para produtos salgados da Nestlé são produzidos em uma única fábrica, perto de Zurique, com 300 funcionários. Essa subsidiária chamada "Food Ingredients Specialties (FIS) foi vendida para Givaudan, líder mundial do setor de aromas, perto de Genebra.

Givaudan é especialista

Givaudan é subsidiária da Roche, gigante do setor químico-farmacêutico, com sede em Basiléia, noroeste da Suíça. A empresa é líder em aromas doces, concentrados e perfumes e incorpora, portanto os aromas para produtos salgados.

A FIS, que a Nestlé acaba de vender, faturou 400 milhões de francos suíços (270 milhões de euros) no ano passado. No mesmo período, a Givaudan, que tem 5 mil funcionários, faturou 2,4 bilhões de francos suíços.

Nestlé entra no capital

Peter Brabeck, patrão da Nestlé, declarou que que a venda da FIS "confirma nossa determinação de concentrar nossos negócios nos produtos de consumo". Jürg Wittmer, patrão da Givaudan, disse que sua empresa "consolida-se como fornecedor de aromas para a Nestlé".

A Givaudan pagará parte da transação em dinheiro e parte em ações cedidas à Nestlé. Essas ações correspondem a menos de 10% do capital da Givaudan, segundo Marcel Rubin, porta-voz da Nestlé.

swissinfo com agências

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?