Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Nos trilhos Suíços são os que mais andam de trem na Europa

Os últimos números da Europa confirmam a reputação da Suíça como um país de trens, com viagens médias e quilômetros percorridos por habitante muito mais altos do que em outros lugares.

train in Switzerland

Na hora, mas cada vez mais lotados

(© KEYSTONE / ENNIO LEANZA)

Cerca de 72 viagens e 2.463 quilômetros: este foi o tempo médio de trem para cada residente suíço em 2016, segundo dados do Eurostat divulgados pelo LitraLink externo, o serviço suíço de informações para transporte público.

Isso deixa a nação alpina bem à frente de outros países da Europa, com a Áustria (1.425 km) e a França (1.354 km) registrando as próximas maiores distâncias. O Luxemburgo (38) e a Dinamarca (37) são os próximos mais frequentes.

Na extremidade inferior da escala (que não inclui todos os países europeus; a Bélgica e a Holanda, por exemplo, mantêm suas estatísticas confidenciais). Os passageiros irlandeses pegam o trem apenas nove vezes por ano para um total de 416 quilômetros.

rail kms chart

number of kms in train per person

Os números representam um aumento nas estatísticas de 2015, com cada cidadão suíço viajando 13 vezes mais e 186 quilômetros a mais do que naquele ano.

Apesar da Suíça ser regularmente elogiada pela qualidade e pontualidade de sua rede ferroviária, a demanda crescente não vem sem problemas: a absorção do fluxo de passageiros em uma rede já densa deverá ser difícil nas próximas décadas.

Globalmente, o Japão tem sido tradicionalmente o único concorrente para o uso ferroviário da Suíça, embora as estatísticas do país asiático não tenham sido incluídas neste estudo.

Qualidade de vida 20 horas testando o transporte público suíço

Para muitos suíços o sistema de transporte chegou aos limites: congestionamentos nas rodovias, trens lotados e atrasos constantes atormentam a ...


swissinfo.ch/fh

Palavras-chave

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.