Navegação

Menu Skip link

Subsites

Funcionalidade principal

Nota de 1000 francos Pagar em dinheiro faz parte da cultura suíça

A cédula de 1000 francos suíços - uma das notas mais valiosas do mundo - é uma parte integrante da cultura suíça e continuará em circulação, garante o governo.

Os suíços costumam pagar suas compras à vista

Os suíços costumam pagar suas compras à vista

(Keystone)

Entre 2000 e 2014, o número de notas de 1000 francos suíços em circulação disparou 20 a 40 milhões.

De acordo com a deputada socialista Margret Kiener Nellen, a proliferação de tal nota de altíssimo valor pode tornar mais fácil o transporte e a lavagem de dinheiro por terroristas e criminosos.

Em resposta, publicada na quinta-feira, o governo suíço declarou estar ciente dos riscos, mas considera ter tomado as medidas necessárias para limitar os abusos.

Depósitos e saques na Suíça requerem a existência de uma conta bancária, argumentou. Desde janeiro, quem comercializa produtos no valor superior a 100.000 francos em dinheiro deve estar em conformidade com os regulamentos especiais.

O governo disse ainda que a Secretaria de Vigilância contra a Lavagem de Dinheiro (MROS) também não registrou nenhum caso relacionado ao uso ilegal de notas de alto valor.

Para o governo, o aumento do uso da nota de 1000 francos faz parte de uma tendência, ampla na Suíça, em fazer os pagamentos em dinheiro e desconfiar do sistema bancário, decorrente da crise financeira. O mesmo aconteceu quando o valor do franco subiu no ano passado.

"Pagar em dinheiro faz parte da cultura suíça", declarou o governo.

Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.


swissinfo.ch com agências

×