Navigation

O estrategista da seleção portuguesa

O estrategista do time de Felipão. Reuters

O meio-campista brasileiro com passaporte português tem uma invejável coleção de títulos e é uma peça-chave na equipe de Felipão.

Este conteúdo foi publicado em 18. março 2008 - 14:22

Deco diz acreditar que a seleção portuguesa tem condições de chegar à final, tal como aconteceu em 2004, e de vencer o Euro 2008 na Suíça e na Áustria.

Versatilidade, técnica refinada e desempenho sólido no meio-campo são as marcas do brasileiro Anderson Luís de Souza, o Deco, craque do Barcelona e da seleção portuguesa. Por sua visão de jogo, o meia-ofensivo é considerado o estrategista da equipe de Luiz Felipe Scolari.

Nascido em 27 de agosto de 1977 em São Bernardo do Campo, Região Metropolitana de São Paulo, ele começou sua carreira no futebol profissional em 1995-1996, quando atuou pelo Nacional de São Paulo e pelo Corinthians Alagoano (AL).

Na temporada seguinte, transferiu-se para a Europa, para jogar no Benfica, que o acabou mandando para o inexpressivo Alverca. Depois de uma temporada excelente, despertou a atenção do Porto, mas antes de ser contratado pelo clube ainda passou pelo modesto Salgueiros.

Sucesso com Mourinho

No Porto, Deco permaneceu da temporada 1999-2000 até 2003-2004. Ele deslanchou de vez sob o comandado de José Mourinho, quando ajudou a equipe a ganhar dois campeonatos nacionais (2003 e 2004), três Taças de Portugal (2000, 2001 2003), duas Supertaças de Portugal (2002 e 2004), a Copa da Uefa (2003) e a Liga dos Campeões (2004).

Com essa coleção de títulos na bagagem, após a Eurocopa 2004 foi para o Barcelona, formando um quarteto com Ronaldinho, Eto'o e Xavi e onde tem contrato até 2010.

No clube catalão, aumentou sua coleção de títulos, conquistando duas vezes o campeonato espanhol (2005 e 2006) e repetindo o triunfo da Liga dos Campeões em 2005/2006, quando foi eleito melhor meio-campista da competição pela Uefa.

Naturalização polêmica

Por insistência de Felipão, Deco se naturalizou português em 2003, com a expectativa de integrar a seleção de Portugal em vez de esperar por uma chance na seleção brasileira. Essa decisão feriou o orgulho de alguns jogadores portugueses, irritou o então capitão da equipe, Luís Figo, e gerou muita polêmica na imprensa de Portugal.

Ironicamente, Deco estreou na seleção portuguesa num amistoso contra seu país natal em 29 de março de 2003, no Estádio das Antas (Porto), e marcou o gol da primeira vitória de Portugal sobre o Brasil em 37 anos (2 a 1).

Versátil em campo, discreto fora do gramado

Tanto no Barcelona quanto na seleção, Deco oferece muitas possibilidades táticas. Ele se destaca por teu toque de bola, sua técnica individual e pela qualidade de suas assistências. Além disso, é um armador que chega com freqüência à área.

Batalhador, ele também ajuda no desarme e na recuperação da bola, dando estabilidade ao meio-campo. Discreto fora do gramado, Deco não costuma alimentar as colunas sociais e mostra modéstia na auto-avaliação.

Ao conquistar a Liga dos Campões pelo Porto em 2004, ele disse: "Quando você é descrito quase como uma divindade e apelidado de Super Deco, você deve estar fazendo alguma coisa certa".

swissinfo, Geraldo Hoffmann

Ficha técnica

Deco nasceu em 27 de agosto de 2007 em São Bernardo do Campo. Desde 2003, tem dupla nacionalidade – brasileira e portuguesa.

Títulos

Campeão espanhol (2005 e 2006)
Liga dos Campões (2006)
Supercopa da Espanha (2006 e 2007)

Taça de Portugal (2000, 2001 2003)
Supercopa de Portugal (1999 e 2003)
Liga Portuguesa (1999, 2003, 2004)
Copa da Uefa (2003)
Liga dos Campeões (2004)

Vice-campeão da Eurocopa 2004

Título pessoal: Bola de Prata em 2004

End of insertion

Otimista

Deco chegou otimista à concentração da seleção portuguesa, em Viseu.

"Penso que temos condições para chegar à final, tal como aconteceu em 2004, e de vencer. Não somos favoritos, à luz da história, porque nunca ganhamos esta competição, mas temos bons jogadores e podemos conseguir esse objectivo. A equipa é jovem, mas experiente. Espero que seja a minha melhor fase final", disse à TVI. (19/05/08)

End of insertion

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?