Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

O mestre nas alturas

Roger Federer, les confettis du bonheur.

(Keystone)

Roger Federer venceu pela sexta vez o Masters de Londres, naquela que foi a centésima final da sua carreira, no domingo 27 de novembro. Com a vitória, um recorde absoluto, o tenista suíço fecha a temporada com chave de ouro.

Uma temporada excepcional marcada por vitórias em Basileia, Paris e Londres. "É um sonho", disse Federer, que termina o ano no terceiro lugar do ranking mundial.

Federer se impôs por 6-3, 6-7 (6/8) e 6-3 na final do Masters contra Jo-Wilfried Tsonga. Este foi o terceiro domingo consecutivo que o francês perde contra Roger Federer após a final de Bercy e a primeira partida do torneio de Basileia.

Roger Federer recebeu o prêmio diante de um público inteiro de fãs que o saudou em pé no sábado e no domingo. Foi seu sexto título do ATP Tour World Finals, prova que se iniciou em 1970 sob o nome de Masters. Federer terminou o ano, o seu pior desde 2002, com uma série de 17 encontros ganhos e a conquista do 70º título em cem finais realizadas.

“Não podia estar mais feliz e não podia estar mais exausto, porque o Jo sugou todas as minhas últimas energias”, disse Federer, após ter ganho a partida e o cheque de 1,2 milhões de euros por conquistar o Masters sem sofrer derrotas. O sucesso foi alcançado após uma partida movimentada, mas de qualidade pouco excepcional. Roger Federer serviu para ganhar a partir do 6-3 para 5-4. Ele então recebeu um match point no tie-break. Seu grande mérito foi o de ter dado a volta por cima rapidamente, esquecendo o fim do segundo set, que nunca deveria ter perdido.

(Keystone)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.