Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

O modelo holandês

O projeto dessas espécies de garagens para a prostituição se inspira de modelo aplicado em Utrecht, Holanda.

Modelo implantado na cidade nos anos 80.

Dessas garagens rudimentares para a prostituição existem 14 em Utrecht há cerca de 20 anos. Mas, segundo Regula Muller, coordenador de projeto semelhante em Berna, só a partir de 1996-97 é que começaram a funcionar bem.

Problema dos voyeurs

Regula lembra que esses “boxes” para a prostituição existem também em outras cidades holandesas, mencionando Amsterdam e Rotterdam. E na Alemanha apontou a cidade de Colônia como tendo adotado o modelo.

O único inconveniente na Holanda, diz Regula, são os voyeurs. A polícia teria mais trabalho com esses curiosos que com as pessoas que se prostituem nos “boxes”.

Observa ainda que a prostituição não é vista da mesma maneira na Holanda que na Suíça. “Na Holanda – segundo Regula Muller – se vai ao bordel como se vai ao cabeleireiro”.

Pode ser um pouco de exagero. Mas os holandeses, nesse ponto seriam menos hipócritas.

swissinfo, J.Gabriel Barbosa

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

×