Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Os suíços adoram seus museus

Museu de Arte de Zurique, sempre muito frequentado.

(Keystone)

Mais de 80% dos freqüentadores de museus suíços são entusiastas quando julgam o que viram.

É um dos resultados da primeira pesquisa feita da Suíça com o público dos museus.

Os responsáveis pelos museus suíços podem dormir tranqüilos. Os helvéticos lhes atribuem excelentes notas sobre o conteúdo das exposições, a informação, a apresentação e até mesmos nos preços das entradas.

Todos os suíços são assim? Não, porque a pesquisa que revela o profundo apego dos suíços a seus museus é representiva dos freqüentadores de museus mas não da população em geral.

A primeira pesquisa do gênero feita na Suíça, dirigida por Arlette Mottatz Baran, da Universidade de Lausanne, esclarece os gostos e hábitos do público dos museus suíços.

Mais que cinema

A primeira surpresa é que os freqüentadores de museus não se contentam de uma única exposição por ano. Metade das 2045 pessoas entrevistadas afirmou que vai a um museu uma vez por mês.

Mais de um-quarto (26,8%) responderam que tinham ido ao museu pelo menos dez vezes nos últimos seis meses. Essa público vai mais aos museus do que ao cinema (um pouco menos de uma mês por mês).

Segundo Arlette Mottaz Baran, os acíduos dos museus, na Suíça, vêem quatro vezes mais exposições do que os franceses.

Uma outrra pesquisa, feita em 2002 na Suíça de expressão francesa, monstrou que apenas 7% das pessoas não iam jamais a um museu e que 60,8% iam "às vezes". Na França, nesse ítem "às vezes", o resultado é de 30 a 50%.

Desejo de saber mais

As motivações são diversas: interesse pelo tema, pelo patrimônio cultural, prazer e vontade de saber mais são as mais citadas. Os museus mais visitados são os de Arte de História.

Eles vão e apreciam: 52,1% dos freqüentadores são entusiastas e 29% muito entusiastas. A autora do estudo reconhece que "esperava uma visão um pouco mais crítica".

Mas a vontade de aprender para ter sua própria visão do mundo é bem presente: duas em cada três pessoas querem ser informadas onde podem buscar informações adicionais para aprofundar os conhecidos que adquirem nos museus.

Outro ponto a ser considerado pelos responsáveis é que o público dá mais importância à função de transmisssão e conservação do patrimônio do que ao aspecto divertimento oferecido pelos museus.

"Os freqüentadores não dizem que não querem se divertir mas quesionam claramente a concepção da cultura como espetáculo unicamente ou como emoção", precisa Arlette Mottaz Baran.

Não ao museu virtual

A idéia do museu virtual também não agrada à maioria. Para eles, uma exposição é uma "prática de sociabilidade". Menos de um-quarto das pessoas intererrogadas vão sózinhas aos museus.

Para a maioria, é um momento a ser dividido com a família ou com amigos. Afirmam também que os museus devem ser acessíveis a todos.

Ao contrário da França, o público dos museus suíços é muito eclético, com pessoas de vários níveis sociais e de formação.

Ingressos mais baratos

Apoiado pelo Fundo Nacional de Pesquisa Cientítica, os estudo será publicado este ano. Está previsto um segundo estudo para verificar a evolução do público suíço dos museus.

Por enquanto, as estatísticas indicam uma queda na freqüentação (9,1 milhões de entradas em 2002, em 371 museus, ou seja, 500 mil entradas a menos do que em 2001).

No entanto, as vendas do Passaporte Museu (uma entrada anual nos principais museus do país) confirmam o gosto dos suíços: as vendas em 2003 aumentaram 34% em relação ao ano anterior.

swissinfo, Ariane Gigon Bormann, Zurique
tradução e adaptação, Claudinê Gonçalves

Fatos

A Suíça tem 930 museus, uma das maiores densidades do mundo.
O número de museus não cessa de aumentar: eram 100 no início do século XX; 600 em 1989; 905 em 2002.
Metade dos museus suíços são de História.
Em 2002, 371 museus registraram 9,1 milhões de entradas.

Aqui termina o infobox

Breves

- A pesquisa "Públicos e Museus" foi a primeira do gênero realizada na Suíça.

- 2045 visitantes de 96 museus responderam a um questionário científico formulado pela Universidade de Lausanne.

- Um em cada 5 visitantes era estrangeiro.

- 52,1% se dizem entusiastas e 29% muito entusiastas.

- 90% acham o conteúdo interessante; 54% muito interessante.

- Os museus mais visitados são os de Arte e História.

- O público é bastante eclético, de várias categorias profissionais e sociais.

Aqui termina o infobox


Links

×