Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Philip Pullella e Sergio Goncalves

FATIMA, Portugal (Reuters) - O papa Francisco deu à Igreja Católica dois dos seus santos mais jovens, neste sábado, ao canonizar pastores irmãos que, segundo a igreja, viram Nossa Senhora, cem anos atrás, em uma cidade portuguesa que agora é destino de peregrinações.

Centenas de milhares de pessoas, muitas das quais dormiram ao ar livre para guardarem seus lugares, aplaudiram quando o líder dos católicas proclamou os irmãos Francisco e Jacinta Marto os novos santos da Igreja.

Os dois morreram aos 10 e 9 anos, três anos depois das aparições de 1917, tornando-os os santos mais jovens da Igreja que não são mártires.

A Virgem de Fátima é venerada pelos católicos ao redor do mundo, uma adoração sublinhada pelo número de bandeiras nacionais agitadas na grande multidão, estimada em mais de meio milhão de pessoas.

Marie Chantal, de 57 anos, devota a vida inteira, viajou mais de 9.000 quilômetros da ilha de Reunião, no oceano Índico para ir à cerimônia.

"Eu fico emocionada porque este papa é realmente misericordioso e próximo das pessoas, e acho que ele nos trará muitas coisas boas", disse. 

No sermão de uma grande missa ao ar livre, Francisco rezou que Nossa Senhora protegesse os membros mais vulneráveis da sociedade, "especialmente os doentes e deficientes, prisioneiros e desempregados, pobres e abandonados". 

Duas enormes tapeçarias feitas de fotografias de um século de vida das crianças vestidas com roupas tradicionais de camponeses da época foram penduradas na igreja que agora é o ponto central do santuário visitado por aproximadamente sete milhões de pessoas por ano. 

A história dos pastorinhos, Francisco e Jacinta Marto, cativou os católicos desde sua primeira visão relatada, em 13 de março de 1917, que foi do inferno e de um clamor por oração e conversão que, se ignorada, levaria a outra guerra mundial.

A segunda foi um alerta de que a Rússia iria "espalhar seus erros" pelo mundo se as pessoas não se voltassem para Deus, e o terceiro segredo, só revelado pelo Vaticano em 2000, foi uma previsão da tentativa de assassinato do papa João Paulo 2º em 1981.

João Paulo 2º sobreviveu e deu a bala que o atingiu ao bispo de Fátima. Mais tarde ela foi colocada na coroa da estátua de Fátima, e muitos portugueses dizem que ela se encaixa perfeitamente, o que daria prova da visão.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters