Navigation

Para Eriksson, estreia contra Portugal é uma final

Durante entrevista coletiva em Montreux, Sven-Goran Eriksson, técnico da Costa do Marfim, advertiu que a Coreia do Norte pode ser azarão. Keystone

O técnico Sven-Goran Eriksson, da Costa do Marfim, adversária do Brasil e de Portugal, disse nesta quinta-feira (20/5), em Montreux (Suíça), que sua equipe terá três jogos "difíceis" na primeira fase do Mundial e que a Coreia do Norte poderá ser um azarão.

Este conteúdo foi publicado em 20. maio 2010 - 15:36

Para ele, a estreia no Mundial contra Portugal (15/6) "é muito importante, é como uma final para nós. Portugal é sempre difícil, visto que é técnica e taticamente muito bom", disse.

Além disso, o sueco que assumiu o comando da Costa do Marfim por um período de dois meses, durante os quais receberá 2,3 milhões de euros, fez uma advertência sobre a misteriosa Coreia do Norte, que completa o Grupo G na primeira fase.

"Prestem atenção na Coreia do Norte. Ninguém fala da Coréia do Norte, mas eles jogam um bom futebol. Fisicamente são melhores do que ninguém porque vêm treinando há seis meses", disse ele.

"Acho que vamos ter três jogos muito difíceis, e nós temos que ser muito organizados", acrescentou Eriksson, em entrevista coletiva à imprensa, em Montreux, no oeste da Suíça, onde parte de sua equipe treina desde a última segunda-feira.

Brasil entre os favoritos

Ele observou que o Brasil, que enfrenta a Costa do Marfim em 20 de junho, no estádio Soccer City, em Joanesburgo, é apontado como um dos prováveis candidatos ao título.

Mas, além das grandes equipes, a Coreia do Norte, que enfrenta a Costa do Marfim em 25 de junho, não deve ser minimizada, advertiu. Eriksson disse que nos dois vídeos de jogos internacionais da Coréia do Norte a que ele assistiu ficou claro que "eles são muito animados."

"Eles são organizados, correm o tempo todo. E você não vê que eles estejam cansados no segundo tempo", acrescentou. Na Copa de 1966 na Inglaterra, a Coreia do Norte eliminou a Itália (1 a 0) e passou às quartas de final.

O ex-técnico da Inglaterra salientou que, ao contrário dos jogadores nos campeonatos europeus, os norte-coreanos têm a vantagem de conseguir "terminar o campeonato, quando eles querem por causa da Copa do Mundo." "Isso é uma grande vantagem", disse ele.

"A Copa do Mundo depende muito da forma física", ressaltou Eriksson. Parte da equipe da Costa do Marfim chegou na última segunda-feira na Suíça, enquanto o resto, incluindo o capitão Didier Drogba, chegará na próxima segunda-feira.

A equipe permanece até domingo em Monstreux, próximo ao Lago Léman (Lago de Genebra) e se transfere na segunda-feira (24/5) para Saanenmöser, perto de Saanen/Gstaad, nos Alpes do cantão de Berna.

Durante sua estadia na Suíça, a Costa do Marfim vai disputar dois amistosos antes da Copa: em 30 de maio contra o Paraguai, em Thonon-les-Bains (França) e em 4 de junho contra o Japão, em Sion.

Eriksson vai encontrar dois adversários na Copa que não lhe trazem boas lembranças: o Brasil eliminou a Inglaterra treinada pelo sueco nas quartas de final da Copa 2002; e Portugal eliminou duas vezes nos pênaltis a seleção inglesa comandada por Eriksson: na Eurocopa de 2004 e na Copa do Mundo de 2006.

swissinfo.ch com agências

Treinos nos Alpes

Seleções que se preparam na Suíça e nos Alpes para a Copa do Mundo na África do Sul:

Coreia do Norte: 11 a 25/5, em Anzère, cantão do Valais

Costa do Marfim: 24/5 a 9/6, em Saanenmöser, perto de Saanen/Gstaad, cantão de Berna

Argélia: 15 a 27/5, Crans Montana

Grécia: 17/5 a 2/6, em Bad Ragaz, St. Gallen (nordeste da Suíça)

Japão: 25/5 a 6/6: Saas Fee, cantão do Valais

Suíça: 24/5 a 4/6, em Crans Montana, cantão do Valais


Paraguai: 16/5 a 2/6, em Evian (França), a 30 minutos de barco de Lausanne, no outro lado do Lago de Genebra

Espanha 29/5 a 4/6, em Schruns (Áustria)

Alemanha: 21/5 a 2/6, em Tirol Sul (Itália)

End of insertion

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?