Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Patrões reivindicam redução de impostos

Três organizações patronais pedem redução de impostos de Fr.4 a 6 bilhões até 2006. Federação do Comércio e indústria, dirigida por Andres Leuenberger (foto), Associação suíça de banqueiros e União de artes e ofícios querem estabilizar despesas públicas.

As três principais organizações patronais suíças acham que a retomada do crescimento econômico precisa beneficiar a economia e não aumentar despesas nem pagar dívidas públicas. Por isso, propuseram quinta-feira, 13/4, em Berna, uma redução do imposto federal de 4 a 6 bilhões de francos (entre 2,5 e 2,5 bilhões de dólares), até 2006.

A longo prazo, os patrões reivindicam a abolição do imposto federal.

A proposta foi apresentada conjuntamente pela Federação do Comércio e Indústria (Vorort), dirigida por Andres Leunberger (foto), pela Associação suíça de banqueiros (ASB) e pela União suíça de artes e ofícios (USAM).

Na proposta dos empresários, a redução seria de fr. 1,5 bilhões para as empresas, de fr. 2,5 bilhões para as pessoas físicas e de 2 bilhões sobre as transações financeiras. Para compensar parte da perda para os cofres públicos, as organizações patronais propõem aumentar o imposto sobre o consumo (TVA).

O governo prepara atualmente um novo sistema fiscal previsto para entrar em vigor em 2007.

swissinfo com agências.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.