Navigation

Polícia de Berna investiga faixa com mensagem ‘Mate Trump’

A faixa controversa copia uma outra que irritou o presidente turco Erdogan no ano passado. Keystone

A polícia cantonal de Berna confirmou que está investigando uma faixa provocativa que diz "Kill Trump With His Own Weapon!" ('Mate Trup com sua própria arma!), usada em uma manifestação contra o Fórum Econômico Mundial (WEF) ocorrida na capital suíça no fim de semana passado. 

Este conteúdo foi publicado em 19. janeiro 2018 - 12:00
swissinfo.ch com agências

A faixa, que apareceu na frente de uma passeata de 1.000 pessoas que se manifestaram contra o próximo WEF em Davos, imitava um cartaz exibido em uma outra manifestação em Berna, em maio de 2017, contra o presidente turco Recep Tayyip Erdogan. A faixa dizia "Kill Erdogan With His Own Weapons!", e exibia uma arma apontada para a cabeça do líder turco. O caso provocou uma fricção diplomática entre a Suíça e a Turquia.

A polícia de Berna e a promotoria público estão investigando se a faixa de Trump incorreu em algum crime, disse um porta-voz à Agência de Notícias da Suíça na quinta-feira.

O ato anti-WEF no final de semana passado foi o primeiro de uma série de manifestações que deverão ocorrer nas cidades suíças nos próximos dias. Os manifestantes argumentam que o WEF é um clube elitista dos ricos e poderosos do mundo que causam mais problemas do que resolvem.

O Fórum Econômico Mundial ocorrerá na estação de esqui de Davos entre 23 a 26 de janeiro deste ano. Trump deverá chegar em 25 de janeiro e pronunciar um discurso em 26 de janeiro. Ele será acompanhado por uma grande delegação de ministros e funcionários dos EUA.

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.