Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(17 jun) O presidente de Portugal, Juan Manuel Santos, discursa no shopping atacado

(afp_tickers)

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou neste domingo que cancelou uma viagem a Portugal, para liderar as investigações do atentado em um shopping de Bogotá, que deixou três mortos, mas assinalou que irá manter a visita a França.

"Tomei a decisão de cancelar minha viagem a Lisboa para estar à frente destas investigações nestes três dias cruciais", disse o presidente após uma reunião com os comandos da força pública.

"Os primeiros dias depois de um atentado como o de ontem são essenciais para encaminhar a investigação e obter avanços importantes na identificação dos responsáveis", assinalou.

As autoridades têm "três hipóteses concretas" para a explosão, mas o presidente não quis revelá-las. Ele ofereceu uma recompensa de 33 mil dólares "para qualquer pessoa que nos der informações que possam ajudar a capturar os responsáveis".

O presidente anunciou que viajará na próxima terça-feira a Paris, que, juntamente com Lisboa, fazia parte de um giro programado em que ele deve se reunir com o colega Emmanuel Macron e sua equipe, com o objetivo de "avançar em nossa agenda de cooperação".

Santos participará em Paris da abertura da segunda parte do Ano França-Colômbia, um conjunto de manifestações culturais no território francês.

O presidente colombiano também expressou solidariedade às vítimas do incêndio florestal em Portugal, que deixou mais de 60 mortos.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

AFP