Reuters internacional

SEUL (Reuters) - O presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, sugeriu nesta segunda-feira que países do nordeste da Ásia, incluindo a isolada Coreia do Norte, poderiam formar um bloco para sediar a Copa do Mundo de 2030, informou o gabinete presidencial sul-coreano.

"Se os países vizinhos do nordeste da Ásia, incluindo as Coreias do Norte e do Sul, puderem sediar a Copa do Mundo juntos, ajudaria a criar paz nas Coreias do Norte e do Sul, além do nordeste da Ásia", disse Moon, segundo seu porta-voz Park Su-hyun.

O líder sul-coreano tem se mostrado aberto ao diálogo com a Coreia do Norte desde que foi eleito em 10 de maio. Mas até agora Pyongyang não mostrou reação, e, em vez disso, vem realizando testes de mísseis em um ritmo inédito e desafiando as sanções globais das quais é alvo.

Moon fez os comentários durante uma reunião com Gianni Infantino, o presidente da Fifa, mais cedo nesta segunda-feira.

Infantino está visitando a Coreia do Sul desde a semana passada em função da final do Mundial Sub-20 da Fifa entre Inglaterra e Venezuela, disputada no domingo.

O dirigente disse que irá transmitir as sugestões de Moon ao presidente da China, Xi Jinping, que deve visitar no final desta semana.

A Coreia do Sul cossediou a Copa de 2002 com o Japão.

(Por Christine Kim)

Reuters

 Reuters internacional