Navigation

Primavera suíça começa com neve

Nevou em quase toda a Suíça, menos em Genebra Keystone

A neve tardia, que caiu de maneira contínua nos últimos dias, perturbou os transportes, principalmente rodoviários.

Este conteúdo foi publicado em 25. março 2008 - 15:10

Os feriados de Páscoa foram os mais frios dos últimos 28 anos, com um recorde de -28, graus na região de Brévine, no cantão de Neuchâtel, na noite de domingo para segunda-feira.

A neve causou transtornos no trânsito na noite de segunda a terça-feira em várias regiões do país, provocando acidentes. No mais grave, um trecho da auto-estrada A1 - que liga Zurique a Berna - teve de ser fechado.

Os acidentes foram geralmente de pouca gravidade, segundo as polícias cantonais, com alguns feridos nos cantões de Genebra, St-Gallen e Turgóvia.

A central de informações sobre o trânsito Viasuisse assinalou outras perturbações devidos à neve em várias estradas do país.

Segundo o serviço nacional de metereologia MeteoSuisse, as precipações serão freqüentes nesta terça-feira. Nos Alpes e Pré-Alpes, a previsão é de meio metro de neve. Nas planícies também neva, com exceção de Genebra. Berna, capital suíça, amanheceu toda branca.

Páscoa dentro de casa

A Suíça teve as festas de Páscoa mais frias dos últimos 28 anos. Na noite de domingo para segunda-feira (também feriado na Suíça), o termômetro caiu até 28 graus negativos na região de Brevine (cantão de Neuchâtel). Essa região tem o apelido de Sibéria da Suíça.

É inabitual temperaturas baixas em março, mesmo se estas não foram recorde. Comparando dados até 1980, estes foram os feriados de Páscoa mais frios, constatou Jacques Ambühl, de MeteoSuisse.

As temperaturas foram pouco superiores a 0 grau na planície domingo de Páscoa. MeteoSuisse mediu -10° a 2 mil metros, sob a influência de um vento polar.

O retorno da neve foi comemorado nas estações de esportes de inverno, que ficaram lotadas nos feriados. Várias pistas de esqui, inclusive de média altitude, no Jura e nos Pré-Alpes, foram reabertas.

Eixo Norte-Sul menos freqüentado

Em contrapartida, o mal tempo incitou muitas pessoas a renunciar à viagem de carro para a Itália. O túnel do Gotardo registrou queda de 4% do tráfego nos feriados pascais, segundo Thomas Rohrbach, porta-voz da Secretaria Federais de Estradas (OFROU).

Como conseqüência, os congestinamentos foram menores no eixo Norte-Sul, o mais freqüentado. Por outro lado, o movimento foi grande nas estradas em direção das estações de esqui, observou Thomas Rohrbach.

Horário de verão

A volta da neve não impedirá a entrada de vigor do horário de verão no próximo domingo, 30 de março. O horário de verão dura 7 meses, até 26 de outubro. Desde 1966, o retorno ao horário de inverno é feito no último domingo de outubro.

swissinfo com agências

Fatos

Fixadas em função do início da primavera e da lua, Páscoa pode cair entre 22 de março e 25 de abril.
A última vez que Páscoa havia sido comemorada um 23 de março foi em 1913.
O próximo domingo de Páscoa em 23 de março será em ... 2160!

End of insertion

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Em conformidade com os padrões da JTI

Em conformidade com os padrões da JTI

Mostrar mais: Certificação JTI para a SWI swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?