Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Proeza suíça em Fukuoka

Flávia Rigamonti melhorou o próprio recorde de 22 seg

(Keystone Archive)

A nadadora suíça Flavia Rigamonti realizou marca histórica ao conquistar a medalha de prata em 1.500 m, livre, no Campeonato Mundial de Natação, em Fukuoka, no Japão. Flávia conseguiu a proeza de bater o próprio recorde de 22seg. O ouro ficou com a alemã Hannah Stockbauer, e o bronze com a norte-americana Diana Munz.

Flávia Rigamonti nadou os 1.500 m em 16min05s99, ligeiramente à frente da americana Munz e quase 5seg atrás de Hannah. A grande proeza para a jovem suíça, natural do estado de Ticino, sul, é ter melhorado o próprio recorde na disciplina de 22 segundos,(o que é um novo recorde no seu país).

Nos primeiros 900 m a principal ameaça para a vencedora alemã foi Diana Munz. Mas Rigamonti aproveitou-se do cansaço da norte-americana e a ultrapassou nos últimos 200 metros. Conquistando a medalha de prata pôde esquecer sua decepção de segunda-feira, quando chegou em quinto lugar na sua prova favorita, os 800 metros nado livre, em que Hannah Stockbauer conseguiu sua primeira medalha de ouro nos atuais campeonatos mundiais.

Os 1 500 m, nado livre feminino, figurou, em Fukuoka, pela primeira vez em campeonato mundial de natação.

swissinfo com agências.


Links

×