Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Programa de cortes Correios Suíços anunciam fechamento de agências

Frente à pressão dos custos, os Correios Suíços anunciam uma ampla reforma da sua rede de agências. Centenas irão fechar e 1.200 empregos suprimidos. Outros países europeus também vivem o mesmo desenvolvimento.

Para muitos suíços a visita à agência dos Correios Suíços faz parte das tarefas do cotidiano.

Para muitos suíços a visita à agência dos Correios Suíços faz parte das tarefas do cotidiano.

(Keystone)

Ao mesmo tempo, os Correios Suíços afirmam que pretende aumentar a a rede de varejo - ou os chamados "pontos de acesso" - ao longo dos próximos quatro anos para chegar até 4.000. Atualmente são 3.700.

Através de um comunicado publicado em linha, os Correios da Suíça declararam que pretendem manter uma rede de 800 a 900 agencias tradicionais até 2020, uma redução significativa em relação ao número atual: 1.400.

"Isso vai evitar o fechamento de agência sem substituí-las e fornecer soluções alternativas em todos os casos", disse o comunicado. "Os Correios Suíços pretendem evitar redundâncias."

A empresa diz que as mudanças planejadas refletem a mudança nas necessidades do cliente e seus hábitos, que hoje pedem mais serviços disponíveis 24 horas por dia para o envio de cartas, pacotes e realização de pagamentos.

"Embora muitos clientes ainda desfrutem de uma visita à agência dos Correios, percebemos uma queda significativa da demanda de determinados serviços: 63% para as cartas, 42% dos pacotes e 37% para as operações de pagamento desde 2000", declara. 

Gráfico1

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Gráfico 1

Os sistemas eletrônicos de mensagens (e-mail), a concorrência com outras empresas privadas (o transporte de pacotes foi inteiramente liberalizado em 2004 e os Correios Suíços só mantém o monopólio para as cartas de menos de 50 gramas) e o uso cada vez mais frequente da internet para os pagamentos tiram a rentabilidade de muitas agências postais.

O fenômeno ocorre praticamente em toda a Europa. Com exceção da Alemanha, que representa um caso particular, entre 2000 e 2014, o número de agências postais diminuiu globalmente em cerca de 15%. Na Suíça a queda foi de 34%, o que coloca o país alpino na liderança.

Gráfico2

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Gráfico 2

Na Alemanha, onde as agências tradicionais foram fechadas e substituídas por agências administradas por terceiros, o número de pontos de acesso aos serviços postais praticamente dobrou, passando de 13.500 a 25.000. Essas agências postais custam muito menos, pois não necessitam de uma infraestrutura especial já que se encontram normalmente dentro de supermercados, comércios ou locais semelhantes.

Com isso os Correios Alemães economizam em pessoal, infraestrutura e ainda estão mais próximos da clientela. A Alemanha não está sozinha nesse desenvolvimento. Em outros países - a França e a Holanda - também tiveram um aumento do número de pontos de acesso aos serviços postais. 

Já os Correios Suíços ainda investiram pouco nesses sistemas paralelos. 

Apesar da diminuição constante dos últimos anos, a população suíça ainda conta com uma rede de agências postais ainda bastante densa. Em 2014 era uma agência para 3.540 habitantes. Na Áustria era apenas uma para 4.582. Além disso, apenas alguns países, dentre os quais a Alemanha, dispõem de uma cobertura maior. 

Gráfico 3

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Gráfico 3

swissinfo.ch e agências

×