Navegação

Menu Skip link

Funcionalidade principal

Reações divergem

As conclusões do inquérito administrativo feito pelo professor de direito Rainer Schweizer provocaram reações diversas no país.

O ministro da Defesa Samuel Schimid se diz satisfeito e insiste que com as mudanças ocorridas na organização dos serviços secretos, seria impossível a repetição dos mesmos erros cometidos na África do Sul.

Dos 4 maiores partidos políticos do país, os três de centro e direita (PDC, PR e UDC) também se declararam satisfeitos com as conclusões do relatório.

Socialistas querem CPI

O Partido Socialista, no entanto, conclui pela gravidade dos erros cometidos e pede a instauração de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para prosseguir as apurações do caso.

Quanto ao exchefe dos serviços secretos na época, Peter Regli, ele se diz finalmente inocentado pelo relatório, que mostrou que não havia participação de agentes suíços no programa secreto de armas químicas e biológicas do exército sul-africano.

×