Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Presidente francês, Emmanuel Macron, no Palácio de Versalhes, perto de Paris. 03/07/2017 REUTERS/Eric Feferberg

(reuters_tickers)

PARIS (Reuters) - A ação contra a mudança climática deve ir além do Acordo de Paris de 2015, disse nesta quinta-feira o presidente da França, Emmanuel Macron, comentários que reforçaram sua posição anterior sobre um pacto internacional prejudicado pela decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de retirar seu país da iniciativa.

"O acordo de Paris é... um passo na direção certa, mas não é suficiente e precisamos continuar avançando e mostrar, em termos de planos concretos e de financiamento, nossa capacidade de ir além", disse Macron.

O líder francês está encabeçando um esforço para manter o ímpeto do acordo histórico firmado na capital francesa em 2015 desde que a decisão de Trump provocou o repúdio de líderes mundiais.

Macron falava durante um pronunciamento coletivo com o presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim, em Paris e antes de uma visita de Trump à capital na semana que vem.

Kim disse que, por sua parte, o Banco Mundial apoia firmemente o acordo da COP21 de Paris contra a mudança climática.

(Por Jean-Baptiste Vey)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters