Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, na câmara baixa do Parlamento, em Tóquio 01/11/2017 REUTERS/Toru Hanai

(reuters_tickers)

TÓQUIO (Reuters) - Shinzo Abe foi reeleito primeiro-ministro do Japão nesta quarta-feira, após a grande vitória de seu bloco governista na eleição do mês passado e dias antes de uma visita do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que deve ser dominada por preocupações sobre a volátil Coreia do Norte.

Abe, de 63 anos, assumiu o cargo em dezembro de 2012, prometendo impulsionar a obsoleta economia do país e reforçar sua defesa.

A coalizão de Abe, liderada pelo Partido Liberal-Democrata, manteve sua "super maioria" de dois terços na câmara baixa do Parlamento na eleição do dia 22 de outubro, dando novo fôlego a sua tentativa de revisar a Constituição pacifista pós-guerra do Japão.

Acredita-se que Abe indicará novamente os atuais ministros de seu gabinete, e que pedirá que eles compilem um orçamento extra para o ano fiscal até o dia 31 de março, focando na assistência infantil e no aumento da produtividade.

(Reportagem de Linda Sieg)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters