Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

VIENA (Reuters) - O Mercosul planeja assinar um acordo de comércio com a União Europeia este ano, disse o presidente argentino Mauricio Macri, que detém atualmente a presidência rotativa do bloco, em uma entrevista publicada neste sábado.

Os comentários de Macri reforçam declarações recentes do ministro de Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes Ferreira, que disse à Reuters que uma de suas prioridades é acelerar a assinatura de um acordo Mercosul-União Europeia.

"Nós pretendemos firmemente assinar um acordo na segunda metade deste ano", disse Macri em uma entrevista ao jornal suíço Neue Zuercher Zeitung. Ele não deu detalhes sobre o acordo pretendido.

O presidente argentina disse que irá também buscar que seu encontro com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, em Washington, ainda este mês, melhore os laços com os Estados Unidos.

As relações entre Argentina e EUA foram seriamente prejudicadas pelo calote de 100 bilhões de dólares realizado pela Argentina em 2002 e têm melhorado desde que Macri --que assim como Trump era empresário antes de entrar na política-- assumiu a Casa Rosada em 2015.

"A Argentina praticamente não tem mais relações com os EUA. Há muita coisa em que podemos melhorar e dificilmente poderíamos fazer algo para piorar a situação", disse Macri.

(Por Francois Murphy)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters