Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Advogada russa, Natalia Veselnitskaya, durante entrevista em Moscou 8/11/2016 REUTERS/Kommersant Photo/Yury Martyanov

(reuters_tickers)

MOSCOU (Reuters) - A advogada russa que se encontrou com Donald Trump Jr. depois que o pai do empresário foi nomeado como candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos em 2016 disse que está pronta para testemunhar no Congresso dos EUA para dispersar o que chamou de "histeria em massa" após a revelação do encontro.

O filho mais velho do presidente norte-americano, Donald Trump, concordou se encontrar no ano passado com Natalia Veselnitskaya, uma mulher que, segundo lhe foi dito, seria uma advogada do governo russo que poderia ter informações prejudiciais sobre a adversária democrata de Trump, Hillary Clinton, de acordo com emails divulgados por Donald Trump Jr.

Veselnitskaya disse anteriormente que ela é uma advogada particular, que nunca obteve informações prejudiciais sobre Hillary e que não tem nenhum laço com o Kremlin.

"Eu estou pronta para esclarecer a situação por trás dessa histeria em massa -- mas somente por meio de advogados ou testemunhando no Senado", disse Veselnitskaya, em uma entrevista ao canal de TV apoiado pelo Kremlin RT TV, exibida na noite de terça-feira.

Autoridades russas têm negado repetidamente as alegações norte-americanas de que Moscou interferiu na campanha presidencial para ajudar Trump a conquistar a Casa Branca.

(Reportagem de Maria Tsvetkova)

Reuters