Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

GENEBRA (Reuters) - A agência da ONU para refugiados e a Organização Internacional para Migração (IOM, na sigla em inglês) pediram neste sábado que a administração Trump continue oferecendo asilo a pessoas que fogem de guerras e perseguições, dizendo que o programa de reassentamento dos Estados Unidos é vital.

O presidente dos EUA, Donald Trump, suspendeu na sexta-feira por quatro meses a autorização para que refugiados entrem no país e barrou temporariamente viajantes da Síria e outros seis países de maioria muçulmana, dizendo que busca proteger os norte-americanos de ataques terroristas.

"As necessidades dos refugiados e migrantes ao redor do mundo nunca foram tão grandes e o programa de reassentamento dos EUA é um dos mais importantes do mundo", disseram as duas agências, sediadas em Genebra, em um comunicado conjunto.

As duas agências da ONU disseram que permanecem comprometidas em trabalhar com a administração dos EUA mirando o objetivo comum de garantir "reassentamento seguro e programas de imigração".

Cerca de 25 mil refugiados foram recebidos nos Estados Unidos entre outubro e fim do ano passado sob o programa da ONU para os mais vulneráveis.

(Por Stephanie Nebehay)

Reuters