Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Pessoas passam por tela que mostra reportagem sobre teste nuclear da Coreia do Norte, em Tóquio, Japão 03/09/2017 REUTERS/Toru Hanai

(reuters_tickers)

BERLIM (Reuters) - Alemanha e França pedirão à União Europeia que faça consultas sobre a possibilidade de se impor sanções mais pesadas contra a Coreia do Norte, após o mais recente teste nuclear norte-coreano, disse o porta-voz do governo alemão, Steffen Seibert, nesta segunda-feira.

"A Coreia do Norte, sua liderança, e o presidente Kim são exclusivamente responsáveis por essa provocação", disse Seibert em coletiva de imprensa, acrescentando que o embaixador de Pyongyang seria novamente convocado ao Ministério de Relações Exteriores. "A Coreia do Norte está pisando em toda a lei internacional".

Berlim é a favor de uma solução "diplomática, pacífica" para a crise, disse, acrescentando que isso demanda uma resposta coordenada do mundo inteiro. "Não só do mundo ocidental, mas da Rússia e da China também", afirmou.

(Reportagem de Thomas Escritt)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters