Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

WASHINGTON (Reuters) - Alguns dos sete países de maioria muçulmana afetados pelo decreto do presidente norte-americano, Donald Trump, sobre imigração não devem ser retirados da lista no curto prazo, disse na terça-feira o secretário de Segurança Interna dos Estados Unidos.

John Kelly disse que as pessoas dos sete países que têm dupla cidadania serão autorizadas a entrar nos EUA com o passaporte da nação que não tem restrições.

(Reportagem de Julia Edwards Ainsley e Doina Chiacu)

Reuters