Navigation

Alpinistas nepaleses celebram 1ª escalada do K2 no inverno: "maior que Copa do Mundo"

Equipe que escalou o K2 no inverno é recebida em Kathmandu 26/01/2021 REUTERS/Navesh Chitrakar reuters_tickers
Este conteúdo foi publicado em 26. janeiro 2021 - 19:21

Por Gopal Sharma

KATHMANDU (Reuters) - Uma equipe de alpinistas do Nepal que alcançou pela primeira vez no inverno o topo do K2, o segundo pico mais alto do mundo, voltou ao país para uma recepção de heróis na terça-feira por uma multidão de simpatizantes.

Os 10 homens, que escalaram o pico do K2 de 8.611 metros em 16 de janeiro, atribuíram seu sucesso ao espírito de equipe e à determinação de elevar o orgulho de seu país.

A montanha, que fica na fronteira entre o Paquistão e a China, foi escalada pela primeira vez em 1954, mas nunca no inverno.

"Tivemos sucesso em nosso esforço porque trabalhamos como uma equipe", disse Nirmal Purja, o líder da escalada, em uma cerimônia pública de boas-vindas. "Se nos unimos, conquistamos ... se estivermos divididos, cairemos", acrescentou.

Ele disse que a subida ao K2 foi uma grande conquista para todos os escaladores. "É maior do que vencer a Copa do Mundo."

Purja, de 37 anos, também detém o recorde de escalar as 14 montanhas mais altas do mundo no menor tempo de seis meses e uma semana.

Fãs e familiares colocaram lenços budistas coloridos nos ombros dos escaladores em sua chegada ao único aeroporto internacional do Nepal em Kathmandu.

Partilhar este artigo

Modificar sua senha

Você quer realmente deletar seu perfil?