Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

(Reuters) - A Arábia Saudita, local de nascimento do Islã, condenou no sábado a "política de repressão" do governo de Mianmar contra a minoria muçulmana rohingya.

"Meu país está seriamente preocupado e condena a política de repressão e deslocamento forçado conduzida pelo governo de Mianmar contra a minoria rohingya", disse o ministro das Relações Exteriores, Adel al-Jubeir, em um discurso na Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas.

Bangladesh e organizações de ajuda estão lutando para ajudar 422 mil muçulmanos rohingya que chegaram desde 25 de agosto, quando ataques de militantes rohingya desencadearam uma repressão de Mianmar que a ONU tem classificado como limpeza étnica.

(Por Yara Bayoumy)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters