Reuters internacional

WASHINGTON (Reuters) - O assessor de segurança nacional do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se reuniu na sexta-feira com o presidente da Assembleia Nacional da Venezuela e concordou que a crise política em Caracas deve ser levada a uma conclusão rápida e pacífica, disse a Casa Branca neste sábado.

O assessor de segurança nacional HR McMaster e o presidente da Assembleia Nacional venezuelana, Julio Borges, discutiram "a necessidade de o governo aderir à Constituição venezuelana, liberar prisioneiros políticos, respeitar a Assembleia Nacional e realizar eleições livres e democráticas", disse o secretário de imprensa da Casa Branca, Sean Spicer, em um comunicado.

O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, que está enfrentando semanas de protestos contra o governo, anunciou na segunda-feira a criação de uma nova assembleia popular, que os inimigos denunciaram como uma tentativa de afastar a Assembleia Nacional. Borges respondeu chamando os venezuelanos a se rebelarem.

(Reportagem de Warren Strobel)

Reuters

 Reuters internacional