Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

WASHINGTON (Reuters) - Dois principais assessores do presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, negaram reportagem publicada no sábado de que ele planeja realizar uma reunião de cúpula com o presidente russo Vladimir Putin semanas depois de assumir o cargo.

O jornal Sunday Times de Londres informou que Trump havia dito a autoridades britânicas que tal cúpula estava sendo planejada, possivelmente para ocorrer em Reykjavik, capital da Islândia.

"A reportagem é uma fantasia", disse um assessor da Trump à Reuters, falando sob condição de anonimato. Outro disse que a notícia não era verdadeira.

Trump, que assume o cargo em 20 de janeiro, falou em buscar relações mais calorosas com a Rússia.

Ele disse ao Wall Street Journal na sexta-feira que "pelo menos por um período de tempo" manterá sanções contra a Rússia impostas pelo presidente Barack Obama em relação a ataques cibernéticos.

Mas Trump sugeriu ao jornal que poderia levantar as sanções se a Rússia se mostrar útil na luta contra os militantes islâmicos e outros objetivos norte-americanos.

(Por Steve Holland)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters