Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

George Weah vota em Monróvia 8/10/2017 REUTERS/Thierry Gouegnon

(reuters_tickers)

Por Edward McAllister

MONRÓVIA (Reuters) - O ex-jogador de futebol George Weah venceu o primeiro turno da eleição presidencial da Libéria com 38,4 por cento dos votos, 10 pontos à frente do vice-presidente Joseph Boakai, seu adversário no segundo turno, no mês que vem, informou nesta quinta-feira a comissão eleitoral.

Liberianos estão lentamente acordando para a possibilidade de o único africano a vencer o prêmio da Fifa de melhor do mundo e a Bola de Ouro substituir a vencedora do Prêmio Nobel da Paz Ellen Johnson Sirleaf como líder do país.

Weah, de 51 anos, atua como senador para o opositor Congresso por Mudança Democrática desde 2015, após voltar ao país depois de uma carreira internacional no futebol e adentrar na política. Como novato político em 2005, Weah perdeu para Johnson Sirleaf na eleição presidencial.

Os resultados oficiais finais mostram que Boakai, representando o partido governista de Johnson Sirleaf, Partido União, teve 28,8 por cento dos votos, colocando os dois mais votados confortavelmente à frente de um amplo campo de candidatos.

O advogado Charles Brumskine, que diz que a votação foi forjada, apesar de observadores terem dito que foi justa, ficou em terceiro, com 9,6 por cento.

“Rei George”, como os apoiadores de Weah lhe chamam, é amplamente popular entre os jovens e os privados de direitos, especialmente nas áreas mais pobres às margens da capital Monróvia. Muitos deles sentem que não foram beneficiados da recuperação pós-guerra da Libéria, um sentimento que tem contado contra Boakai.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters