Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Homens do Exército do Iraque realizam patrulha em busca de militantes do Estado Islâmico em Ramadi. 30/07/2014 REUTERS/Osama Al-dulaimi

(reuters_tickers)

BAGDÁ (Reuters) - Um ataque aéreo das forças do governo iraquiano a um tribunal criado por militantes do grupo Estado Islâmico na cidade iraquiana de Mosul matou 60 pessoas nesta quarta-feira, informou o gabinete do porta-voz militar do primeiro-ministro.

Um juiz do Estado Islâmico, que dirigia o tribunal, está entre os mortos, disse o porta-voz.

Os militantes sunitas rotineiramente proferem sentenças como decapitações.

Funcionários de um hospital e testemunhas disseram anteriormente que o ataque aéreo havia matado 50 pessoas em uma prisão improvisada criada pelo Estado Islâmico, grupo que tomou grandes partes do território iraquiano em junho.

(Reportagem de Michael Georgy)

Reuters