Reuters internacional

BAGDÁ (Reuters) - Ayad al-Jumaili, que seria o vice-comandante do Estado Islâmico, foi morto em um ataque aéreo, afirmou a TV estatal iraquiana neste sábado, citando a inteligência militar do Iraque.

Jumaili foi morto com outros comandantes do Estado Islâmico em um ataque generalizado realizado pela força aérea iraquiana na região de Al-Qaim, perto da fronteira com a Síria, disse a TV, sem indicar a data do bombardeio.

A televisão descreveu Jumaili como o segundo homem no comando do Estado islâmico e seu "ministro da Guerra".

O porta-voz da coalizão contra o Estado Islâmico liderada pelos EUA não pôde ser imediatamente contatado para comentários.

(Reportagem de Maher Chmaytelli)

Reuters

 Reuters internacional