Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Destroços de carros são vistos após ataque contra um prédio do governo em Mogadíscio, na Somália. 20/06/2017 REUTERS/Stringer

(reuters_tickers)

Por Feisal Omar e Abdirahman Hussein

NAIRÓBI (Reuters) - Ao menos 10 pessoas morreram nesta terça-feira em um ataque com carro-bomba reivindicado por insurgentes islâmicos contra um prédio do governo em Mogadíscio, capital da Somália, informou uma autoridade do governo.

O Al Shabaab frequentemente lança ataques contra Mogadíscio e outras áreas controladas pelo governo federal da Somália. O grupo militante quer expulsar tropas da União Africana, derrubar o governo apoiado pelo Ocidente e impor sua versão rígida do islamismo na região.

"Mais de 10 pessoas morreram, 20 outras ficaram feridas. A explosão destruiu a sede do prédio do distrito de Wadajir. Mais de 10 carros foram destruídos na explosão", disse Abdifatah Omar Halane, um porta-voz do prefeito de Mogadíscio.

O grupo Al Shabaad, ligado à Al Qaeda, disse estar por trás do ataque e que seu alvo eram autoridades do governo.

"É um ataque suicida com carro-bomba no prédio do distrito de Wadajir onde autoridades da Somália e seu pessoal ficam. Há pessoas do governo e membros de suas equipes que morreram no local. Nós te contaremos o número de mortos depois", disse Abdiasis Abu Musab, o porta-voz de operações militares do Al Shabaab.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters