Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Policiais afegãos patrulham área de ataque suicida em Cabul. 10/01/2017. REUTERS/Omar Sobhani

(reuters_tickers)

CABUL (Reuters) - Um ataque suicida do Taliban perto do edifício do Parlamento do Afeganistão, em Cabul, matou mais de 30 pessoas e deixou cerca de 70 feridos, em uma explosão dupla que atingiu uma área lotada da cidade durante a hora do rush da tarde.

Saleem Rasouli, uma autoridade sênior de saúde, disse que 33 pessoas foram mortas e mais de 70 ficaram feridas na rua Darul Aman, perto de um anexo do novo edifício do Parlamento. A maioria das vítimas trabalhava no Parlamento.

O grupo islâmico afegão Taliban, que assumiu a responsabilidade de imediato pelo ataque, disse que tinha como alvo um ônibus com funcionários da NDS, principal agência de inteligência do Afeganistão. O grupo colocou o número de vítimas em 70.

Mais cedo, um homem-bomba matou sete pessoas e feriu outras nove após ter detonado seus explosivos em uma casa na província de Helmand utilizada pela NDS.

(Por Hamid Shalizi)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters