GENEBRA (Reuters) - Um homem-bomba matou pelo menos 27 membros da Guarda Revolucionária, força de elite do Irã, na quarta-feira, informou a agência de notícias Tasnim, no sudeste do país, numa região onde as forças de segurança enfrentam ataques de militantes sunitas.

O grupo sunita Jaish al Adl (Braço da Justiça) reivindicou a responsabilidade pelo ataque, informou a Fars.

Um carro-bomba atingiu um ônibus que transportava membros da Guarda, afirmou a força em um comunicado.

O ataque aconteceu na estrada entre as cidades de Zahedan e Khash, uma área volátil perto da fronteira com o Paquistão, onde grupos militantes e traficantes de drogas freqüentemente operam.

Um vídeo postado pela Fars mostrou sangue e entulho na estrada no local do ataque.

(Por Babak Dehghanpisheh em Geneva)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


Teaser Instagram

Siga-nos no Instagram

Siga-nos no Instagram

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.