Reuters internacional

Por Bozorgmehr Sharafedin

LONDRES (Reuters) - Agressores invadiram o Parlamento do Irã e um suicida detonou uma bomba no mausoléu do aiatolá Khomeini, em Teerã, nesta quarta-feira, deixando ao menos 7 mortos em um ataque duplo no coração da República Islâmica, informou a mídia iraniana.

O Ministério de Inteligência Iraniana disse que forças de segurança prenderam um "time terrorista" que estaria planejando um terceiro ataque, sem dar mais detalhes.

O Estado Islâmico reivindicou responsabilidade pelos ataques em comunicado. Se confirmado, esses seriam os primeiros ataques do grupo muçulmano sunita dentro do país muçulmano xiita.

Os ataques, que tiveram como alvo o Parlamento e o santuário do admirado fundador da República Islâmica, aiatolá Khomeini, acontecem menos de um mês depois da reeleição do presidente Hassan Rouhani, um moderado.

(Reportagem adicional de Parisa Hafezi)

Reuters

 Reuters internacional