Navigation

Ataques ao sul de Bagdá matam 9 pessoas, dizem fontes da polícia e do hospital

Este conteúdo foi publicado em 20. julho 2014 - 20:52

BAGDÁ (Reuters) - Nove pessoas foram mortas em uma cidade de maioria xiita ao sul de Bagdá na noite deste domingo atingidas pelo fogo de um morteiro perto de um local religioso xiita, disseram fontes policiais e hospitalares.

As fontes na cidade de Mahmoudiya disseram que oito morteiros caíram perto da "husseiniya", um local religioso dedicado a Hussein, um mártir na tradição xiita.

Não ficou imediatamente claro quem foi o autor do bombardeio.

Duas bombas também explodiram na área de Abu Ghraib no oeste de Bagdá, matando cinco combatentes voluntários xiitas, disseram as fontes da polícia e do hospital.

O ataque ocorre um dia após o dia mais mortal de ataques na capital iraquiana desde a insurgência sunita em grande parte do norte do país no mês passado. Pelo menos 27 pessoas morreram em uma onda de bombardeios em áreas de maioria xiita de Bagdá.

(Por Kareem Raheem)

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.