Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Policial observa homenagem à vítimas do ataque na Arena de Manchester, na Inglaterra. 29/05/2017 REUTERS/Andrew Yates

(reuters_tickers)

LONDRES (Reuters) - O autor do ataque suicida da semana passada em Manchester, Salman Abedi, provavelmente comprou os principais componentes da bomba e realizou a maior parte das ações sozinho, afirmou a polícia, que permanece investigando a explosão.

Policiais da cidade do norte da Inglaterra prenderam 16 pessoas desde o ataque em uma casa de shows lotada que matou 22 pessoas, incluindo crianças e adultos, e outros 116 feridos.

"Nossos inquéritos mostram que o próprio Abedi fez a maior parte das compras dos componentes centrais e o que está se tornando aparente é que muitos de seus movimentos e ações foram realizados sozinhos durante os quatro dias desde que ele aterrissou no país até quando cometeu esse terrível ataque", disse Russ Jackson, chefe de uma unidade antiterrorismo.

A polícia tem investigado as últimas ações de Abedi analisando seus telefonemas e assistindo a seus movimentos em circuitos fechados de televisão.

"Nós também temos um bom entendimento dos prováveis componentes da bomba e de onde vieram", disse Jackson.

Autoridades ainda estão tentando determinar se Abedi fazia parte de uma rede maior, o que ainda não foi descartado.

(Reportagem de Elisabeth O'Leary)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters