Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Uma aeronave de transporte KC-130 Hercules norte-americana durante voo 14/03/2013 Fuzileiros Navais dos Estados Unidos/Divulgação via REUTERS

(reuters_tickers)

(Reuters) - Um avião militar dos Estados Unidos caiu em uma área rural do Mississippi na noite de segunda-feira, matando ao menos 16 pessoas, informou uma autoridade regional de gerenciamento de emergências.

Não se disponibilizou de imediato nenhum detalhe oficial a respeito das circunstâncias da queda no condado de LeFlore, no norte do Mississippi, cerca de 160 quilômetros ao norte de Jackson, a capital do Estado.

A capitã Sarah Burns, porta-voz do Corpo dos Fuzileiros Navais, disse apenas que uma aeronave de transporte KC-130 Hercules "passou por um contratempo", e inicialmente a mídia relatou cinco mortes confirmadas.

Várias horas depois, Fred Randle, diretor de gerenciamento de emergências do condado de LeFlore, disse à Reuters que ao menos 16 pessoas morreram. Ele não deu maiores detalhes sobre o incidente.

A rede WSOC-TV, de Charlotte, noticiou, citando a Agência Federal de Aviação, que o voo partiu de Cherry Point, na Carolina do Norte, que abriga uma base aérea dos Fuzileiros Navais.

O porta-voz do FBI Brett Carr disse ao jornal New York Times que a agência está enviando funcionários ao local da queda, mas que as autoridades não acreditam ter se tratado de algo intencional.

"Estamos simplesmente tentando oferecer qualquer tipo de assistência", disse Carr, porta-voz do escritório do FBI em Jackson, no Mississippi, ao jornal. "Pode ser qualquer coisa, de mão de obra a coleta de provas".

O governador do Mississippi, Phil Bryant, disse em um comunicado publicado no Facebook que o incidente foi uma tragédia, mas não deu detalhes.

Imagens publicadas por veículos de comunicação na internet mostraram a carcaça distorcida de um avião envolta em chamas, em um campo cercado por vegetação alta, e uma grande coluna de fumaça no céu.

A aeronave é usada para reabastecimento em pleno ar, transportar cargas e realizar missões táticas de passageiros. Ela é operada por três tripulantes e pode levar 92 tropas terrestres ou 64 paraquedistas, de acordo com uma descrição presente no site da Marinha dos EUA.

(Por Bernie Woodall em Fort Lauderdale, Flórida, e Brendan O'Brien em Milwaukee)

Reuters