Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Silvio Berlusconi faz discurso em comício em Catania 2/11/2017 REUTERS/Antonio Parrinello

(reuters_tickers)

Por Guglielmo Mangiapane

PALERMO, Itália (Reuters) - O ex-primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi parecia pronto nesta segunda-feira para um impressionante retorno político, uma vez que seu bloco de direita conseguiu vitória em uma eleição na Sicília que coloca o grupo na dianteira para uma votação nacional em maio do ano que vem.

A eleição regional da Sicília, realizada no domingo, foi vista como um ensaio para a eleição nacional, com muitos dos problemas da ilha refletindo os do país como um todo: alto índice de desemprego, uma montanha de dívidas e um lento crescimento econômico.

Um fluxo de imigrantes, muitos dos quais chegaram à Sicília após serem resgatados no Mediterrâneo, também foi uma questão principal.

Com 93 por cento dos votos contados, um bloco de centro-direita apoiado por Berlusconi, quatro vezes primeiro-ministro, seguia com mais de cinco pontos percentuais à frente do anti-establishment Movimento 5 Estrelas, com a centro-esquerda, que governa em nível nacional, distante em terceiro.

“A Sicília, assim como eu perguntei, escolheu o caminho de mudança real, séria, construtiva, baseada na honestidade, competência e experiência”, disse Berlusconi, de 81 anos, em vídeo publicado no Facebook.

Nello Musumeci, candidato da centro-direita para governador da ilha, tinha 39,9 por cento dos votos, enquanto Giancarlo Cancelleri, do 5 Estrelas, tinha 34,6 por cento. Fabrizio Micari, da centro-esquerda, seguia atrás com 18,5 por cento. 

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters