Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Temer recebe presidente paraguaio Horácio Cartes no Palácio do Planalto 21/8/2017 REUTERS/Adriano Machado

(reuters_tickers)

BRASÍLIA (Reuters) - Em declaração conjunta, os presidente do Brasil, Michel Temer, e do Paraguai, Horário Cartes, reafirmaram a decisão de não reconhecer a Assembleia Constituinte na Venezuela e deram apoio à decisão do Mercosul de suspender o país pela cláusula democrática do Bloco.

"Os Presidentes reafirmaram, igualmente, seu compromisso com o acordado pelos Ministros de Relações Exteriores na Declaração de Lima de 8 de agosto de 2017, por meio da qual se reiterou, entre outros aspectos, a condenação por doze países da região à ruptura da ordem democrática na Venezuela; a decisão de não reconhecer a Assembleia Nacional Constituinte, nem os atos que dela emanam por seu caráter ilegítimo", diz o texto.

De acordo com uma fonte palaciana, os dois presidentes discutiram a situação Venezuelana durante o encontro privado. Cartes comentou que "é difícil ajudar quem não quer ser ajudado" e discutiram a possibilidade de uma ação mais contundente da Organização dos Estados Americanos (OEA).

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters