Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Temer recebe presidente paraguaio Horácio Cartes no Palácio do Planalto 21/8/2017 REUTERS/Adriano Machado

(reuters_tickers)

BRASÍLIA (Reuters) - Em declaração conjunta, os presidente do Brasil, Michel Temer, e do Paraguai, Horário Cartes, reafirmaram a decisão de não reconhecer a Assembleia Constituinte na Venezuela e deram apoio à decisão do Mercosul de suspender o país pela cláusula democrática do Bloco.

"Os Presidentes reafirmaram, igualmente, seu compromisso com o acordado pelos Ministros de Relações Exteriores na Declaração de Lima de 8 de agosto de 2017, por meio da qual se reiterou, entre outros aspectos, a condenação por doze países da região à ruptura da ordem democrática na Venezuela; a decisão de não reconhecer a Assembleia Nacional Constituinte, nem os atos que dela emanam por seu caráter ilegítimo", diz o texto.

De acordo com uma fonte palaciana, os dois presidentes discutiram a situação Venezuelana durante o encontro privado. Cartes comentou que "é difícil ajudar quem não quer ser ajudado" e discutiram a possibilidade de uma ação mais contundente da Organização dos Estados Americanos (OEA).

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters