Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

SOFIA (Reuters) - Uma forma violenta do vírus da gripe aviária se espalhou por 55 granjas da Bulgária, fazendo as autoridades veterinárias do país anunciarem o sacrifício de aproximadamente 430 mil aves desde a detecção inicial do surto, em meados de dezembro, disse neste sábado a ministra da Agricultura, Dessislava Taneva.

    O país dos Balcãs também registrou quatro casos de gripe aviária em patos selvagens no mesmo período.

    A Bulgária impôs uma proibição de escala nacional no mercado de aves e também na caça esportiva a pássaros, além de já ter gastado mais de 500 mil dólares para sacrificar aves, na tentativa de conter o surto.

    A região de Plovdic, no sul do país, foi a mais afetada pelo vírus H5N8, que é altamente patogênico, disse a ministra, esclarecendo que 300 mil sacrifícios já foram realizados, a maioria de patos, e que outros 130 mil ocorrerão neste sábado.

    As autoridades impuseram zonas de quarentena ao redor de granjas afetadas.

    (Reportagem de Tsvetelia Tsolova)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters