Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Candidata à Presidência do México María de Jesús Patricio durante evento na Cidade do México 12/02/2018 REUTERS/Edgard Garrido

(reuters_tickers)

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - A primeira mulher indígena a concorrer à Presidência do México ficou ferida e ao menos uma pessoa morreu quando a van que levava a comitiva da candidata se envolveu em um acidente no oeste do Estado mexicano da Baixa Califórnia, na quarta-feira, informou a campanha em redes sociais.

María de Jesús Patricio, que concorre como candidata independente na eleição marcada para julho, fraturou o antebraço no acidente, informou o agente dos serviços de emergência do Estado, Carlos Godinez.

A vítima fatal, uma das 11 pessoas que viajavam na van, não foi identificada.

A candidata, conhecida como Marichuy, foi porta-voz do Congresso Nacional Indígena (CNI), o braço político do Exército Zapatista de Libertação Nacional.

"Nossa porta-voz Marichuy e o conselheiro Lucero Islava ficaram feridos", disse o CNI em sua página no Facebook, sem fornecer detalhes adicionais sobre o acidente.

Candidatos independentes têm até este final de semana para reunir cerca de 866 mil assinaturas de eleitores em ao menos 17 Estados mexicanos para participar das eleições julho. María de Jesús Patricio ainda não cumpriu com a exigência de assinaturas.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.










Reuters