Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Candidato ao Senado dos Estados Unidos Luther Strange, durante audiência em Washington 09/03/2017 REUTERS/Aaron P. Bernstein

(reuters_tickers)

Por Joseph Ax

(Reuters) - Um candidato republicano apoiado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, para o Senado deve ficar em segundo lugar em uma eleição primária realizada na terça-feira no Estado do Alabama, garantindo votos suficientes para avançar para um segundo turno, segundo projeções da mídia local.

Na eleição para o assento que ficou vago quando o republicano Jeff Sessions se tornou secretário da Justiça dos EUA, Luther Strange, que foi indicado para a vaga e apoiado por Trump, seguirá para a primária republicana junto com o ex-presidente da Suprema Corte do Alabama Roy Moore, indicaram as projeções.

Nenhum dos dois candidatos conseguiu mais de 50 por cento dos votos, necessários para garantir uma vitória direta. Com 60 dos 67 distritos do Estado com votos apurados, Moore tinha 43,8 por cento dos votos, enquanto Strange tinha 31,7 por cento, mostraram resultados oficiais.

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters