Reuters internacional

Guillermo Lasso faz discurso em Guayaquil 2/4/2017 REUTERS/Henry Romero

(reuters_tickers)

QUITO (Reuters) - O candidato presidencial de oposição no Equador, Guillermo Lasso, disse na segunda-feira que vai contestar os resultados do pleito tão logo seja concluída a apuração oficial dos votos, que se encontra bastante avançada.

Lasso, um ex-banqueiro de 61 anos, acrescentou que "está nas mãos da OEA evitar a fraude e salvar a democracia" no Equador, após apresentar sua denúncia perante a organização regional.

Com 99,42 por cento das urnas apuradas, o governista Lenín Moreno tinha 51,17 por cento dos votos, contra 48,83 por cento de Lasso.

(Reportagem de Alexandra Valencia)

Reuters

 Reuters internacional