Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, durante coletiva de imprensa em Washington, nos Estados Unidos 30/10/2017 REUTERS/Kevin Lamarque

(reuters_tickers)

WASHINGTON (Reuters) - Os indiciamentos de dois assessores da campanha de Trump, ocorridos nesta segunda-feira, não têm nada a ver com o presidente Donald Trump nem com sua campanha e não mostram evidências de conluio entre a campanha e a Rússia, disse uma porta-voz da Casa Branca.

"O anúncio de hoje não tem nada a ver com o presidente, não tem nada a ver com a campanha do presidente ou a atividade da campanha", disse a porta-voz Sarah Sanders em um briefing. "Nós temos dito, desde o primeiro dia, que não há provas de conluio Trump-Rússia, e nada no indiciamento de hoje muda isso", acrescentou.

(Reportagem de Eric Walsh)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters