Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

O chefe do Hamas em Gaza, Ismail Haniyeh, pronuncia discurso na Cidade de Gaza, em outubro do ano passado. 19/10/2013 REUTERS/Mohammed Salem

(reuters_tickers)

GAZA (Reuters) - Um jato israelense disparou um míssil contra a casa do líder do Hamas na Faixa de Gaza, Ismail Haniyeh, na terça-feira (horário local), causando danos na infraestrutura, mas sem deixar vítimas, afirmou o Ministério do Interior de Gaza.

Uma porta-voz militar israelense disse que ainda não tinha informações sobre o caso.

O filho de Haniyeh confirmou o ataque em sua página no Facebook e acrescentou que a casa do ex-primeiro-ministro de Gaza, um território controlado pelo Hamas, estava vazia.

O Hamas afirmou que sua emissora de televisão Al-Aqsa TV também foi alvejada, mas que o canal continuava no ar.

Israel lançou sua ofensiva em Gaza em 8 de julho, alegando que o seu objetivo era conter os ataques de foguetes do Hamas e seus aliados. Mais tarde, ordenou uma invasão por terra para encontrar e destruir o labirinto de túneis do Hamas na região de fronteira.

Quando anoiteceu em Gaza, disparos do Exército iluminaram o céu, e o som do intenso bombardeio podia ser ouvido. Os militares alertaram milhares de palestinos a fugir de suas casas em áreas ao redor de Cidade de Gaza, um ato que geralmente antecede ataques mais robustos.

Vários foguetes foram disparados de Gaza em direção a várias regiões do sul e centro de Israel, incluindo a região de Tel Aviv. Pelo menos um dos foguetes foi interceptado pelo sistema Domo de Ferro. Não havia registros de danos ou vítimas.

Os 22 dias de conflito já deixaram 1.085 moradores de Gaza mortos, a maioria civis. Israel perdeu 48 soldados, e outros três civis foram mortos por um bombardeio palestino.

(Reportagem de Nidal al-Mughrabi)

Reuters