Conteúdo externo

O seguinte conteúdo vem de parceiros externos. Nós não podemos garantir que esse conteúdo seja exibido sem barreiras.

Por Christopher Johnson

FREETOWN (Reuters) - Centenas de pessoas devem ter morrido quando um deslizamento de terra atingiu as redondezas da capital da Serra Leoa, Freetown, nesta segunda-feira, disse o vice-presidente do país, Victor Foh.

A Cruz Vermelha afirmou que até agora 179 corpos foram levados para o necrotério central da cidade.

Mais cedo, uma autoridade do necrotério do hospital de Connaught, em Freetown, disse que havia recebido 70 corpos e que policiais e soldados estavam levando mais.

O número de mortes deve aumentar na medida que mais corpos forem recuperados, afirmou o porta-voz da Cruz Vermelha Abu Bakarr Tarawallie.

"É provável que centenas de pessoas estejam mortas soterradas", disse Foh à Reuters no local do deslizamento na cidade de Regent, acrescentando que a área tinha várias construções irregulares.

"O desastre é tão sério que eu me sinto arrasado", acrescentou. "Estamos tentando isolar a área e esvaziar o local".

Debaixo de chuva, pessoas choravam observando uma encosta coberta de lama, onde antes havia dezenas de casas, disse uma testemunha à Reuters.

Deslizamentos de terra e enchentes são comuns durante a temporada de chuvas na África Ocidental, onde o desmatamento e o mau planejamento das cidades colocam moradores em risco.

(Reportagem adicional de Umaru Fofana)

Neuer Inhalt

Horizontal Line


subscription form

formulário para solicitar a newsletter

Assine a newsletter da swissinfo.ch e receba diretamente os nossos melhores artigos.

swissinfo.ch

Banner da página Facebook da swissinfo.ch em português

Reuters